12/03/2014

Em Busca de um Sentido Real



EM BUSCA DE UM SENTIDO REAL



Rostos cinzentos na noite escura,

Falhas de pão, liberdade retida,

Travos de uma esperança perdida

Toldada p’lo medo, na ditadura.



Sonhos legítimos ganham vida.

Militares, em atos de bravura

Que provocam efeitos de rutura,

Devolvem-nos dignidade acrescida.



Hoje sente-se uma regressão.

Irmãos: acordai do sono letal,

Mente focada na libertação!



Coragem! Sem agonia mental

Ousemos dar passos de indignação

Em busca de um sentido real.



© Jorge Nuno (2014)