23/03/2015

CRÓNICAS DO FIM DO MUNDO (6) - Não Há Coração Que Aguente!



NÃO HÁ CORAÇÃO QUE AGUENTE!



Ainda de manhã, faço algo inusitado: sentar-me confortavelmente na sala, de comando na mão, em frente ao televisor. Há cerca de 17 horas que trago comigo o equipamento para fazer um exame, denominado M.A.P.A. – Medição Ambulatória da Pressão Arterial e, intimamente, procurei serenar, para eu próprio ver a diferença – medida ao minuto – face à situação durante o horário dos telejornais do dia anterior. Assim, procurei uns momentos de relaxe frente ao canal Pure Screens HD. A filmagem resultava de uma câmara estática, numa paisagem luxuriante junto a águas serenas, tendo como som de fundo, permanentemente, um ligeiro marulhar da água e o alegre canto de pássaros. Não sei quanto tempo estive assim… mas, se fossem cinco minutos, deu para ficar com uma sonolência pouco recomendada para quem tinha acordado há pouco mais de duas horas.

Resolvo então mudar de canal. Em vez de fazer um zapping comum, prefiro uma escolha aleatória, utilizando, manualmente, dois ou três dígitos. Vai-me saindo na “rifa” o seguinte:

Cubavision – “El Campeonato Mundial de Ajedrez disputado entre Capablanca y Lasker”, velho documentário, a sépia, baseado em imagens paradas, com recortes de notícias de jornal, mostrando o “júbilo popular” pelo triunfo do cubano Capablanca, que havia desafiado e vencido o campeão em título, nos idos anos de 1921. Tudo demasiado parado e igualmente a vontade de dormir.

IHTEP+ [ucraniano] – Indícios de ser uma telenovela, com cena numa grande cozinha despida de móveis, legendado em cirílico e com diálogos calmos, como se calmo estivesse o país, em mais um dia de ataque dos separatistas pró-russos no sul e leste da Ucrânia.

BNT World [búlgaro] – Debate, com vários comentadores, tendo um ecrã de fundo com um velho documentário, a preto e branco, e movimentação de tropas no tempo do Estaline. Seria um “Prós e Contras”, relacionado com o desmembrar da União Soviética?

CCTV4 [chinês] – Desfile glorioso de equipamento bélico, em largas avenidas, duplamente legendado em mandarim e em inglês. Afirma-se a pretensão de transformar o país na terceira potência nuclear.

Playboy TV HP – Oops!... Fundo negro, contendo: “Conteúdo para adultos bloqueado” e, num canto, a coelhinha vermelha.

Globovision [venezuelana] – O presidente da República Bolivariana da Venezuela discursa numa grande avenida, perante milhares de camisas vermelhas, tendo um cartaz de destaque: “Unidade Nacional Contra La Agresión Imperialista”. Lembrei-me que na Roménia, no tempo de Nicolae Ceausescu, também todas as viaturas eram vermelhas!

ARTV [português] – Programa gravado, aborda-se a Reunião Plenária na Assembleia da República, com declarações políticas. Não quis ouvir, baixei o som e fiquei um minuto a tentar saber o que dizia a senhora em linguagem gestual, no canto inferior direito do ecrã. Não sei por quê, mas parecia-me que ela fazia gestos feios. Lembrei-me que ela era apenas uma tradutora e sosseguei.

Odisseia – Num dos episódios de “Teorias da Conspiração”, aponta-se uma infraestrutura governamental [dos EUA] que pode destruir o mundo, de nome H.A.A.R.P. – High Frequency Active Auroral Research Program. Ocupa 14 hectares, tem mais de 160 redes de antenas ligadas entre si e tem um transmissor de 3,6 milhões de watts que emite ELF ou ondas de frequência extremamente baixa para a ionosfera. Segundo meios governais é uma estação de investigação para estudar a ionosfera e os seus efeitos nas transmissões das ondas de rádio. Aponta-se uma patente, associada ao projeto, que denota ter fins militares, já que coloca uma quantidade sem precedentes de energia na ionosfera, o que pode ser considerado uma arma, por ser um modificador meteorológico, afetando o ambiente — prejudicialmente e de modo extremado — sendo mesmo possível abrir buracos na atmosfera, de forma a enviar radiações solares letais contra o inimigo, deixando-o, literalmente, frito! Fiquei a saber que havia uma estação semelhante na Rússia, o que deixa antever um possível descontrolo da situação, face ao potencial de destruição. Este canal televisivo prossegue com o caso dos “Chemtrails”, com os aviões militares norte-americanos a deixarem um rasto de nuvens entrelaçadas nos céus, uma forma de aspergir químicos para a atmosfera, confirmando os círculos governamentais dos EUA que estão a espalhar óxidos metálicos apenas para fins de investigação e que não estão a causar danos, deixando em polvorosa tanto cientistas como opositores ao projeto, que acham tratar-se de testes a mais uma nova arma… Já não quis ouvir mais! E mudo, diretamente, para canais noticiosos portugueses, que tenho memorizados.

Coincidência!… Um destes canais mostra um gráfico e o volume de negócios relacionados com o armamento convencional. 402.000 milhões de dólares [USD]! A larga fatia de 56% vai para os EUA, 11% para o Reino Unido, 8% para a Rússia (com a Rússia a ter um aumento de 20% entre 2012 e 2103), 6% para a França… Lembro-me que para vender armamento há que criar conflitos.

Outro canal aborda a “Lista VIP de Contribuintes” e as recentes demissões de responsáveis na área do fisco. Não fiquei admirado, pois: as longas listas de espera para cirurgias originaram demissões; as longas listas de espera nas urgências levaram, igualmente, a que vários diretores se demitissem; as listas relacionadas com os “Vistos Gold” levaram a detenções e afastamento do cargo; as listas de pedófilos, que podem ser consultadas pelos pais das vítimas, imagino a que conduzirão; e agora … nestas listas VIP, mais demissões!

Outro canal mostra o PM a mostrar-se admirado com a admiração da oposição pela afirmação que “temos os cofres cheios”.

Outro canal passa um anúncio promocional do Got Talent Portugal e lembrei-me que os portugueses votaram em massa para que dois mágicos com talento fossem à final.

Como sei que a dívida pública de Portugal, no final de 2013, era de cerca de 215.000 milhões de euros, situando-se em 129,4% do PIB, o que dá, aproximadamente, 20.000 euros por habitante, e como tenho conhecimento que a dívida tem vindo a aumentar, lembrei-me que provavelmente foram os assessores do PM – influenciados pelos resultados surpreendentes da votação no Got Talent – que lhe recomendaram dar um ar de magia, dando a sensação de que os cofres do Estado estão mesmo cheios, na perspetiva que nas próximas eleições o voto (não tendo o custo de chamadas de valor acrescentado) possa render.

No entanto, tenho uma dúvida. Daqui por uma semana, quando o entregarem, não sei se vou conseguir ler o relatório do M.A.P.A., que neste momento estou a efetuar. É que não há coração que aguente!

©Jorge Nuno (2015)