27/02/2013

Anjinho?



 "Imagem" do autor. Foto e tratamento de imagem por Rafael Nuno (2013)


ANJINHO?



Posso ter uma imagem serena,

Claríssimo ar bonacheirão,

Sem esforço, ter confiança plena,

Ao observar, sentir gratidão.



Posso trabalhar arduamente

Numa selva… e perpetuar paz,

Olhar o céu, devotadamente,

E a empreender ser capaz.



Posso denotar simplicidade

E ter atos de bondade pura,

Ver tudo com naturalidade,

Mesmo o estupro que nos amargura.



Há muito que abandonei o medo.

Há que pagar e piar baixinho?

Que o estupro os leve ao degredo

E não façam de mim um anjinho!



© Jorge Nuno (2013)