13/03/2013

Estou no Útero



Imagem extraída de domínioverde.blogspot.com


ESTOU NO ÚTERO

Revivendo a confusão mental…
Na vida questionei, fui sagaz.
Estimulei o espiritual,
Coloquei-me na rota da paz.

Aprendi o sorriso interior,
Postura de convivência sã,
Atraí o que há de melhor,
Confiei no dia de amanhã.

Equilibrei, emocionalmente,
Sensível com a iniquidade,
Mar bravo virou serenamente
Um vasto mar de tranquilidade.

Expressei gratidão (sentimento…
Do coração, não palavra oca!),
Grato pela luz do firmamento
Passei ideias de boca em boca.
               
Meditando, libertei tensões,
Senti a minha própria mente.
Distanciei-me das emoções
E libertei-as passivamente.

Contemplando, absorvi visões,
Sem me afastar do mundo real.
De mente aberta às revelações,
Vi que não há degredo fatal.

Construí o mundo que quis ter,
Largo o bom e mau calhado em “sorte”,
Assumo erros, forma de ser…
Sem renúncia ao confronto com a morte.

Estou no útero da Mãe-Terra.
Contrações fortes estão para vir.
Não serei a criança que berra,
Mas ser em momento de partir.

© Jorge Nuno (2013)