28/08/2012

Palavras de Amor

Foto: Extraída de http://www.tumblr.com/tagged/fotos-de-amor



Palavras de Amor

Lancemos palavras simples de amor
Alcançando mesmo quem nos quer mal,
Não guardemos malfadado rancor
Que corrói, como ácido em metal!

Palavras e atos, bem redentor
Consciente do juízo final,
Que vibra o espírito do amor
Em fusão com a mente Universal!

A vida é milagre da Natureza,
O amor é a mola bem real
Para uma existência de grandeza.

Espalhemos a palavra fulcral:
Amor – na entrega, dor e tristeza…
E a vida terá sabor especial!

Bragança, 28 de agosto de 2012
               Jorge Nuno



Obs.: Soneto feito em resposta ao Soneto de Cida Vasconcellos, intitulado "Palavras de Rancor", ambos publicados no blogue de Horizontes da Poesia. 

In "Horizontes da Poesia IV", Coletânea 2012, Ed. Joaquim Sustelo. ISBN: 978-989-95626-8-4