08/05/2013

O Medo e o Amor



O Medo e o Amor



Quando se endeusa a segurança

Em vivências de estado de medo,

A vida deixa de ser segura,

Porque ele invadiu o coração

Que tanto almeja ser livre.



Se o medo arrasta a profecia,

Reforça com ela medos sentidos.

A profecia é um sucesso

Daquilo que não se quer,

Vida de resgate falhada.



Se o medo expulsa o amor,

Agite-se a falsa segurança.

Com lutas internas e externas,

Ao se amar corajosamente

É o  amor que expulsa o medo!



© Jorge Nuno (2013)