05/05/2013

Tu Sabes, Poeta




                            Foto extraída de www.restodonada.com

TU SABES, POETA



O teu sonho, poeta,

É ser um poeta sem medo.

Porque sabes, poeta,

Que o medo não te deixa

Livremente sonhar.



Porque sabes, poeta,

Que te querem de mordaça,

Quebrado, insensível

No teu modo de estar.



Porque sabes, poeta,

Que o relógio não para

E te aproxima da sepultura

Colocando-te na horizontalidade.



Porque sabes poeta,

Que consegues ver mais longe,

Sabendo viver e partir

Consciente da tua verticalidade.



Porque sabes, poeta,

Que o medo faz de ti um tirano

E se fores um poeta sem medo…

És tu que metes medo aos tiranos!



© Jorge Nuno (2013)