25/08/2013

Ser Quem Sou!

"Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta o nosso edifício inteiro".

Clarisse Lispector [Haia Pinkhasovna Lispector] (1920 – 1977)
Escritora e jornalista de origem judaica, nascida na Ucrânia (durante o Império Russo) e naturalizada brasileira. Começou a escrever muito cedo, mas foi na Faculdade de Direito, no Rio de Janeiro, que “descobriu” a sua tendência para a literatura, editando o seu primeiro conto com 19 anos. Foi colunista e romancista, com várias obras publicadas, tendo sido apelidada “a grande bruxa da literatura brasileira”.


SER QUEM SOU!

Sinto dentro de mim
Incómoda voz crítica,
Que não apenas me julga
Como faz julgar os outros.
Na procura incessante
De manter o poder,
Como voz castigadora,
Mecanismo de controlo,
Intimida-me com antipatia.
Eis chegado o momento
De esvaziar o crítico interior,
Deixar a simpatia fluir,
De ser simpático comigo
E autorizar a mim mesmo
Ser, simplesmente, quem sou!

 
© Jorge Nuno (2013)