15/07/2013

O Peso de Ser Perfeito



“Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos, se a tivéssemos. O perfeito é desumano, porque o humano é imperfeito”


Fernando Pessoa (1888 -1935)

Poeta e escritor português




O PESO DE SER PERFEITO



Nem tudo o que eu faço

Seguindo, sem convenção,

O fluxo natural de vida

Imbuído de pura intenção,

Produz, ao ritmo adequado

O efeito desejado.

No sábio modo de crescer,

Para minha evolução,

É fácil de antever

Que nem tudo é bem feito,

Que imperfeições são perfeitas

Na sua extensão e grandeza

E vejo nelas rara beleza,

Atalhos de correção

Ou formas de entender

O peso de ser perfeito.



© Jorge Nuno (2013)