17/06/2012

Dores de Parto


DORES DE PARTO

Oh poesia do desassossego…
Que, sendo homem,
Me provocas dores de parto!
Agora vejo porque tenho tantos filhos!...
Não me deixas dormir de noite!

Bragança, 17 de junho de 2012
    Jorge Nuno