24/07/2012

A Representação dos Falsos Problemas


Foto: Painting Problems, extraída de Pixmac.com


AREPRESENTAÇÃO DOS FALSOS PROBLEMAS

Quando a confusão me assola,
Gosto de me observar,
De mergulhar nesse mar
Sem me imiscuir no que observo,
Como quem assiste a representação teatral,
Feita de diálogos internos em conflito.
Gosto de avaliar experiências,
De analisar sentimentos
(Sem fazer uso de filtros)
E sem esperar que desapareçam
Pois não quero o palco vazio.
Gozo o pulsar dos pensamentos
Com a mente algo disciplinada
E sem viver deslumbramentos.
Como no pós-duche refrescante...
Descubro, afinal, que os problemas
Localizados na cabeça e coração
Estão longe de ser reais,
Que a solução está no mesmo lugar
E que os supostos problemas
Apenas foram criados por mim!

Almada, 24 de julho de 2012
   Jorge Nuno

In "Palavras Nossas Vol. II", Coletânea de Novos Poetas Portugueses, Ed. Esfera do Caos (2012). 
ISBN: 978-989-680-078-9