22/07/2012

Evasões pelo Reino da Arte de Poetizar


 Foto: Cavalo-alado, de Beauvais, extraída de lendasmagicas.blogspot.com

EVASÕES PELO REINO DA ARTE DE POETIZAR

Umas vezes preciso de mote
E marcho, em passo calmo,
Na terna e doce caminhada,
Pelo grato prazer de cavalgar.

Outras vezes vejo-me a trote,
Num fácil articular de palavras,
Em verdes prados e trilhos sem destino,
Pela pura emoção de viajar.

Mas transcendo-me, quando vou a galope,
E sem cabresto e rédeas a controlar
Deixo-me conduzir pelo cavalo alado,
No mágico reino da arte de poetizar.

Almada, 21 de julho de 2012
              Jorge Nuno


In "Palavras Nossas Vol. II", Coletânea de Novos Poetas Portugueses, 
Ed. Esfera do Caos (2012). ISBN: 978-989-680-078-9