12/07/2012

Modo de Olhar

Foto: http://www.free2use-it.com/gallery/photo/l3/797/Fogo_de_artif%C3%ADcio


MODO DE OLHAR

Ao fixar o olhar no céu
Posso ver de tudo um pouco…
Céu em tons caramelizados,
Um breve rasto de avião,
Um bando de patos em V,
Uns cirros bem alinhados,
Um parapente em progressão...
Ou manter
Olhar vazio… não sei para quê!...

Mas se contemplar melhor,
Sinto espiritualidade que explode
Como fogo de artifício
Em noite quente de verão,
Céu que cintila em múltiplas cores
Numa cadência harmoniosa,
Regalo para os sentidos,
Passagem para outro plano.

Os morteiros no final
Lembram o clímax do êxtase,
Alertam que tudo tem um fim
E que até o fim pode ser belo.

O modo como fixo o olhar
Faz-me contemplar o belo,
Ou manter
Olhar vazio… não sei para quê!...

Almada, 12 de julho de 2012
             Jorge Nuno

In "Palavras Nossas Vol. II", Coletânea de Novos Poetas Portugueses, Ed. Esfera do Caos (2012)

ISBN: 978-989-680-078-9